0

Contagem regressiva #5 e primeiro vídeo do canal!

No último Contagem Regressiva eu falei que achava que nem tinha tantas blusas de frio assim e — damn, I was so wrong. So so so wrong. Joguei tudo de inverno que eu tinha dentro da mala e nossa, fiquei surpresa com a quantidade de roupa.

Bom, eu assisti os vídeos do Marião na Europa (clique aqui e aqui) sobre fazer a mala e eu percebi que talvez esteja levando coisa demais. Acho que o medo da minha avó de que eu passe frio me contagiou um pouco. Na verdade, eu queria levar bastante coisa porque queria segurar o máximo de grana que desse pelo maior tempo possível. Ou seja, queria evitar de fazer compras e gastar o dinheiro muito rápido.

Não é como se eu fosse uma descontrolada nem nada — pelo contrário, acho que sou mão-de-vaca demais. Odeio gastar dinheiro, principalmente o meu, especialmente se for contado (hehe).

Imagem ao vivo da Roberta procurando dinheiro pra pagar algo de mais de R$20,00

Acho que foi o post no blog que convenceu Deus a me deixar gravar o vídeo, porque consegui rapidinho depois. Ele já está no meu canal do Youtube, mas tudo bem, eu publico aqui também se você tem preguiça de ir olhar.

Como vocês podem ver, não fico muito a vontade na frente de uma câmera gigante.

Outra coisa que eu queria dizer é que atualmente O EURO ESTÁ MENOS DE TRÊS REAIS SEGUNDO O E-DUBLIN, então é melhor correr, negada. Vamo falar pra mamãe comprar o money rapidinho hahah.

A gente se vê por aí! ♥

Anúncios
0

Contagem regressiva #4, fazendo as malas? e problemas do meu nariz

É isso aí, gente. Faltam oito (OITO!!!!) dias pra eu ir viajar e acho que estou começando a ficar um pouquinho aflita. Na verdade acho que a ficha nem caiu direito. Acho que nem percebi que vou estar sozinha. Em outro país. Falando uma língua que não é a minha. Cercada de gente estranha. Em uma diferença de temperatura de cerca de 30 graus. Novamente, sozinha.

Não tá sendo fácil pra mim, principalmente a parte do sozinha. All by myself.

Outra coisa que vem me preocupando é que eu tenho certeza que vou ficar travada pra falar inglês e vou gaguejar e engasgar na minha saliva e cuspir nos outros. Não que meu nível de inglês seja ruim — pelo contrário, considero meu inglês na faixa do regular-ótimo, eu sei ler facilmente e escrever bem —, mas faz tanto tempo que eu não pratico minha fala que eu não devo saber pronunciar uns 30% do meu vocabulário, já que eu passo a maior parte do meu tempo lendo na internet.

Além disso, estarei absolutamente nervosa e eu mal consigo manter uma conversa em português quando me sinto assim. Imagina em outra língua. Não é muito animador.

Pelo menos eu sei que consigo me soltar e até manter uma conversa com alguém que eu tenha pelo menos um pouco mais de intimidade — mas vendo como eu sou ruim em fazer amigos, penso que estou ferrada rsrs

Posso ser idiota, mas não sou estúpida — há! É sempre possível dar um “jeitinho brasileiro”, e deixa eu falar que foi assim que eu consegui sobreviver 18 anos da minha vida sem ter muitas habilidades sociais.

Voltando ao tópico do título, faltando 8 dias pra viagem, eu imagino que já deveria começar a pelo menos ver quais coisas vão na minha mala. Vivendo em um país tropical climatizado pelo capeta (EU JURO POR DEUS QUE NÃO AGUENTO ESSE CALOR), eu naturalmente não tenho roupas de clima frio — em São Paulo raramente faz menos de 10°C, e eu sempre vivi cheia de casacos da escola, então nem tenho tantas blusas assim —, por isso acho que minha mala nem vai ficar tão cheia de roupas. Eu tenho cachecóis e luvas, meias quentinhas doadas pela minha tia, e algumas blusinhas. Acho que não vou ter tantas chances de usar camisa de manga curta (aproximadamente 92% das minhas roupas), nem shorts.

Na verdade eu disse pra minha mãe poupar o dinheiro de comprar roupa quente aqui, porque é mais fácil ela salvar esse dinheiro e deixar que eu compre lá, já que as roupas já são feitas para o clima e mais baratas.

Bom, atualmente estou morrendo com meu nariz tampado e escorrendo aproximadamente 24h por dia. Eu tenho muita rinite e sinusite, e na verdade estou com medo de que o clima de lá só piore essas doenças do capeta. Acho que morro se isso acontecer. Se aqui nesse calor está assim, mal posso imaginar no frio congelante maligno que deve estar em Dublin no momento (o e-Dublin me informa que faz 3°C lá agora. Só uns 30 a menos do que aqui. Suavíssimo).

“Ok, Roberta, hora de fazer a ma— COMIDA PRIMEIRO RESPONSABILIDADES DEPOIS”

Estou me sentindo um pedaço de merda. Hahaha.

Bom, vou programar mais uns posts aqui porque tenho algumas coisas pra falar e mostrar antes do tão esperado dia.

A gente se vê por aí ♥

0

Contagem Regressiva #3, Host Family e Feliz Natal

Estou escrevendo esse post no dia 24, mas vou programar pra postar no dia 25. Então, FELIZ NATAL a todos os (não existentes) leitores do blog. É isso aí.

Bom, minha gente, faltam 33 dias para minha temida viagem e na verdade eu nem estou tão ansiosa assim. Ok, eu estou, mas já estive bem mais do que agora. Acho que a única coisa que estou sentindo no momento é tristeza de ter que deixar meu namorado, amigos e família aqui no Brasil enquanto eu vou estar em outro país curtindo maravilhosamente. Queria poder levá-los comigo. Mas é melhor não.

Além disso, gostaria de falar que meu agente de intercâmbio me mandou o voucher da minha Host Family.

A família é constituída de uma mãe (Karolina), um pai (Greg), e um bebezinho chamado Victor (QUE POR ALGUMA MALDITA COINCIDÊNCIA É O NOME DO MEU NAMORADO FUCK MY LIFE). Eles moram em Dublin 15, o que é mais ou menos um bairro de subúrbio, no que o Google Street mostrou ser uma casa bem legal. O voucher também diz que eu vou ter meu próprio quarto por um mês. Hell yeah.

Bom, a escola de inglês que eu vou estudar chama Erin School of English e fica em Dublin 1. Olha que legaaaal. Morar em Dublin 15 e estudar em Dublin 1. Pra quem não tem ideia da distância, aqui vão duas imagens que podem ser úteis.

Eu estou em Dublin 15, ali no canto superior esquerdo, e Dublin 1 fica bem no centro. Ê beleza.

cats

Há três opções de transporte público: dois ônibus ou o trem. O tempo é em torno de 50 minutos, não importa o transporte, mas acho que vou preferir ir de trem, apesar de precisar andar um pouco até a estação. O Google Maps diz que de carro são 20 minutos até lá. Ainda não sei se vou ter que pegar o transporte público ou algum dos meus host parents vai me levar/dar carona até lá. Acho que vou ter que descobrir.

Como eu tinha o nome e sobrenome dos meus host parents, eu dei uma stalkeada básica neles no Facebook e eles me pareceram bem legais. Eles já ficaram com intercambistas antes — eu só consegui achar foto de uma menina do Rio de Janeiro —, e eu gostei muito da casa que eles moram (eu vi no Google Street, mas não sei se eles autorizam eu postar uma foto da casa deles aqui, então achei melhor esperar e perguntar pessoalmente). Ainda não falei com eles e estou um pouco nervosa. Além do quê, tem uma criança na casa e eu não sou muito fã de crianças, honestamente.

___

Trouxe mais algumas informações sobre minha viagem. Aparentemente eu saio daqui dia 27 de janeiro às 19:45, e chego em Frankfurt 11 horas e 35 minutos depois, no horário local de 10:20. Depois, eu espero 5 horas e 45 minutos no aeroporto para pegar outro voo de 2 horas até Dublin, chegando lá (se tudo der certo) às 17:10.

Pelo o que me parece, a volta vai ser por Munique, não por Frankfurt. Isso é bem legal também.

Acho que isso é tudo o que eu tenho para compartilhar agora.

Ah, eu ainda estou em dúvida sobre como eu vou sair do aeroporto e ir para a minha casa. Se bem que o aeroporto não fica longe (só olhar no mapinha colorido acima), mas minha mãe estava vendo com umas amigas que moram lá se elas poderiam me recepcionar e tal. Espero que isso aconteça.

A gente se vê por aí!  ♥

0

Contagem regressiva #2

Faz bastante tempo desde a última atualização e eu tenho algumas notícias legais.

Faltam oficialmente 85 dias pro meu intercâmbio, e cada dia que passa eu só consigo pensar em como eu quero acabar logo o colégio para ir de uma vez.

Mal vejo a hora de começar a arrumar a mala e fazer todos os preparativos pré-viagem. Muita gente odeia, mas eu adoro fazer a mala. Só estou um pouco preocupada com o clima; eu vou chegar no meio do inverno, e vai estar um frio da desgraça, e eu nem tenho tanto casaco assim. Afinal, O Glorioso é um país tropical, abençoado por Deus e quente por natureza.

Outra coisa que me deixa preocupada é meu namoro. Não que eu vá fazer qualquer coisa, mas eu fico aflita que ele faça. Não que eu não confie no meu namorado, mas acumular carência por um ano deve ser fogo. E falo de mim também.

Bom, hoje é 4 de novembro, aniversário da minha irmã, e falta exatamente um mês pro meu aniversário de 18 anos. Isso também me deixa ansiosa. Na verdade, tem pouca coisa que não vem me deixando ansiosa. Parece que minha vida se tornou uma gigante fila de espera.

Por sinal, esqueci de comentar que minhas passagens estão compradas! Como não há voo direto para Dublin, vou fazer uma escala – de cinco horas – em Frankfurt. Eu me sinto nervosa indo à padaria sozinha, imagina total e completamente all by my own em outro país. Ugh.

A gente se vê por aí! ♥

0

Contagem regressiva #1

Hoje é dia 19 de Outubro de 2014, 18h45 no horário de verão.

E faltam 108 dias pro meu intercâmbio. Nem estou nervosa, imagina.

Na verdade, eu fico até mais ansiosa ainda por saber que faltam cerca de 100 dias. Por uma semana eu fiquei na cruel dúvida de quando ir viajar. Eu tinha duas opções: janeiro ou março. O plano inicial era março, mas aí o meu agente de intercâmbio disse que janeiro também seria uma boa. Então eu meio que entrei em pânico tentando decidir.

Fiz uma lista de vantagens e desvantagens de ir em cada mês. Aparentemente, ir em março era mais vantajoso (não sei porquê), só que eu, num momento de impulso, concordei em ir em janeiro. Não que eu me arrependa, mas de vez em quando eu odeio ser tão impulsiva.

Eu estava nervosa para ir em março, então imagina agora que mudei para dois meses antes. Pois é. Agora, escrevendo esse post, caiu minha ficha que faltam 108 dias para eu estar em outro país, sozinha. Meu Deus. É tão pouco tempo… E tem tanta coisa pra fazer. E esse tempo vai passar voando, pois daqui a pouco eu termino a escola e vai ser férias – todo mundo sabe que férias passam voando. Isso também não me ajuda muito.

Bom, acho que agora é tarde demais pra ficar refletindo sobre essas coisas.

Esse é o primeiro post do blog, e pelo menos escrever o que eu sinto alivia um pouco da tensão. Janeiro está logo ali, e eu estou mais nervosa a cada dia que passa. Espero que eu consiga manter o blog atualizado durante toda a viagem! Bom, deixo outros assuntos para outro post.

A gente se vê por aí! ♥