0

Deus, desliga esse ar-condicionado

Hoje foi dia de dar passeio no centro.

Por causa disso, vossa pequena autora resolveu pegar o trem até lá. Ok.

1) Como diabos se compra uma passagem??? Tá, isso eu consegui fazer. O problema foi chegar na plataforma. Não que fosse muito difícil — realmente não era —, mas tive que esperar alguém descer do trem pra poder saber. Merda.

2) A espera foi foda. Desculpem o palavreado, mas eu esperei 40 fucking minutos naquela estação aberta, ouvindo os corvos atrás de mim a todo momento. Quando faltavam 15 minutos pro meu trem, a plataforma começou a encher. Ufa. No meio tempo consegui tirar essa foto mais ou menos bonitinha:

2015-01-31 15.31.25

pontezinha maneira

3) Sentei bonitinha no banquinho, esperando pacientemente minhas pernas descongelarem. Quando chegou a minha estação, descobri que você tem que apertar um botão verdinho pra abrir a porta, e aí eu segui o povão até a saída.

4) Demorei um pouco pra entender como diabos se saía da estação. Quero dizer, como eu ia saber que você tinha que enfiar a passagem naquele negócio? Tive que me afastar e esperar alguém fazer para eu poder descobrir como se fazia também. Isso foi meio embaraçoso na verdade ehehehe

5) Saí de lá e fui dar uma olhada ao redor e descobrir onde era a minha escola. Depois de ter passado por ela uma vez, acabei achando a portinha azul pequena. Hm.

6) Dei uma andada na mesma rua, mas decidi que estava muito frio e escurecendo rápido demais, então resolvi voltar para casa. Comprei a passagem de volta e demorei pra sacar de qual lado o trem viria (aí eu usei um pouco o cérebro e cheguei a conclusão de que se eu vim pela esquerda, eu obviamente voltaria pela direita), e esperei pacientemente uns 20 minutos pelo meu trem.

7) Estava cheio na volta, então não consegui sentar. Fui de pé o caminho todo, mas não que isso importe. A caminhada de volta para casa foi cruel. Minha bota não é das mais confortáveis e minhas pernas estavam meio duras, mas consegui chegar inteira e com todos os dedos no pé, e aí nós tomamos uma sopa.

Agora algumas observações que eu gostaria de fazer.

— O centro é bem legal. Bem legal mesmo. Pena que a hora que eu cheguei lá a maioria das coisas já estava fechando. Eu estava muito a fim de tomar um chocolate quente no Starbucks, mas estava com medo de me afastar demais da estação e não saber o caminho de volta.

— Mulheres que conseguem usar saia e meia-calça (daquelas fininhas) são verdadeiras guerreiras e devem ser temidas (sou obrigada a dizer que vi mais de 5 mulheres usando isso, então realmente não foi uma exceção).

— Parabéns a todos que conseguem sair sem touca ou cachecol. Vocês ganharam na vida.

— Uma coisa que me irritou é que não existe faixa de pedestre. Não pelo menos a do tipo que existe no Brasil. Elas são super discretas e eu só sabia onde podia atravessar porque tinha farol.

Assim dá pra saber bem onde você pode atravessar

Cadê a faixa, cadê????

— O vento é a pior parte. De longe. Nem tava tão frio assim — meu celular dizia 6°C, o que eu já peguei até em São Paulo — mas o vento dá vontade de se jogar nos trilhos do trem.

— Enquanto aqui em Dublin 15 não se vê uma bituca de cigarro, no chão do centro é lotado. E eu digo lotado mesmo.

— Achei as passagens caras, hein. Bem carinhas. Vou ver se consigo fazer a de estudante mensal.

2015-01-31 20.04.08

Aqui vai uma fotinho que eu tirei na ponte

2015-01-31 16.34.03

Estava um dia bonito. Gelado, mas bonito. Que nem eu falei pra minha host mom, “pelo menos não choveu”.

Bom, agora mesmo estou no meu quarto e minhas mãos estão congelando enquanto escrevo esse post. Por isso eu peço encarecidamente: Deus, desliga esse ar-condicionado (e por favor fala pra São Pedro que tem que chover lá em São Paulo, valeu).

A gente se vê por aí!

Anúncios
0

Coisas que aprendi durante meu primeiro rolê

Olá pessoas da Terra.

Acabei de voltar do meu primeiro rolê pela vizinhança e achei melhor relatar minha humilde experiência.

Hoje fez bastante sol de manhã, e estava muito menos frio do que ontem. O dia estava lindo, sem nenhuma nuvem no céu. Até vi pela janela um gato preto sentado no muro, e ele me encarou bem ferozmente. Ok, zoações de lado, minha hostmom foi trabalhar e disse para eu fazer o que eu quisesse. Eu estava pensando em ir até o centro da cidade para ver onde ficava a minha escola, mas estava com medo demais de ir sozinha (CRESCE LOGO ROBERTA!!!), então resolvi dar uma voltinha por aqui mesmo e ir até a estação de trem.

Agora as coisas que aprendi nessa caminhada até a estação:

— O Google Maps disse que era uma caminhada de 15-20 minutos até a estação; até aí tudo bem. O problema é ter que andar 15-20 minutos no frio. Ok, fez sol hoje, mas ainda ventava pra caramba.

— Eu vou precisar passar no shopping e na Penney’s pra comprar mais calças leggins, porque olha, não dá pra sair só de jeans na rua. Tanto que uma moça de calça preta estava andando na minha frente e eu quase virei pra ela e perguntei “COMO???”. Então aprenda com o erro dos outros e coloque sempre uma leggins por baixo da calça que é sucesso (acho que meia calça também vale mas não testei ainda).

— NUNCA MAIS SAIO SEM LUVAS DE CASA. Nem sem touca. Já falei do alargador congelante, e ela realmente deixa a cabeça quentinha — apesar de eu ficar parecendo o Kenny do South Park.

Posso ficar assim, mas estou quentinha, so who’s the real winner here?

— Não sei se é de conhecimento geral, mas só recentemente o governo Irlandês resolveu começar a cobrar taxa de água. E andando pela rua eu vi vários cartazes dizendo pra não pagarem as contas de água e que ia ter uma manifestação não sei onde.

— Perto de casa tem mercado, farmácia, posto de gasolina, barbearia, comida tailandesa, e até uma casa de serviços funerários.

— A mão inglesa me deixa muito confusa.

— O botão dos faróis de pedestre funcionam! Não é que nem no Brasil que você aperta e ele abre quando bem quiser. Isso achei legal.

— Acho que a cada 100m tem uma lata de lixo com um dispenser pra ponta de cigarro, então não se vê nenhum lixo na rua.

— O que São Paulo tem de pombas, aqui tem de corvos. Eles são mais bonitinhos, pelo menos.

_______________________

Enfim, esse foi o post do dia. Acho que mais tarde escrevo outro.

A próxima missão então é aprender o caminho para o shopping e comprar as leggins. Além disso, comprar o bilhete mensal de trem para ir para a escola.

A gente se vê por aí!

0

I’m officially here

Se vocês soubesse como meu estômago estava mal por causa da ansiedade…

Mas tudo bem, to feliz agora.

Hoje é o meu primeiro dia aqui, e deixa eu dizer que já peguei neve. Fui ao shopping, olhei várias coisas, não comprei nada (exceto uma água e um mentos) e descobri que o alargador, quando é de metal que nem o meu, congela e consequentemente começa a machucar a orelha. Por isso, crianças, sempre usem toucas ou protetores de orelha.

Minha host mom é super legal. Ela me disse que já ficou com vários brasileiros e algumas pessoas da Arábia Saudita (!) também. Ainda não conheci o marido nem o filho dela; eles estão viajando.

Consegui arranjar um chip pro meu celular e agora tenho internet ilimitada

Representação da minha pessoa

Minhas aulas só começam na segunda, e hoje é quinta. Preciso arranjar amigos logo, talvez assim eu consiga sair mais de casa e desvendar a cidade.

Bom, amanhã eu vou para o centro dar uma voltinha. Estou com um pouco de medo de andar pelas ruas de uma cidade desconhecida sozinha. Ugh, acho que vou ter que aprender a lidar com isso.

Por sinal, obrigada Juliana e namorado fofo por me buscarem no aeroporto ontem. Eu realmente não ia entender nada que o cara estava falando e ia parar do outro lado do país. Valeu mesmo.

A coisa que eu mais queria agora é ter um amigo aqui perto pra poder sair e fazer as coisas, porque eu realmente odeio ficar sozinha. Me dá uma ansiedade do capeta. Acho muito estranho dizer isso, mas queria que as aulas começassem logo. Preciso conhecer mais gente.

Aqui tem um ar super bucólico e é realmente o que eu esperava da Europa. As pessoas dirigindo do lado “contrário” são engraçadas e eu quase paguei um mico por causa disso hoje. E ao mesmo tempo que eu estou feliz por estar aqui, também penso tipo “que merda que eu to fazendo aqui?? Quero ir pra casa. Cadê meus amigos?”

Acho que por enquanto é isso. Aqui estão algumas fotos que tirei com o celular:

2015-01-28 05.30.09

Gelinho na janela do avião chegando em Frankfurt

2015-01-29 17.50.34

Primeira neve da vida

2015-01-29 18.21.23

Vista da janela do meu quarto

A gente se vê por aí!

2

“O” dia

São 2:09 da manhã do dia 27 de Janeiro de 2015, e isso quer dizer que o dia da minha viagem chegou. Eu só preciso dormir algumas horas — ou nenhuma, na verdade heheh — e voilá, estarei no aeroporto umas 4 horas da tarde.

Honestamente, não estou sentindo nada demais. Isso deveria ser preocupante?

Uma coisa legal que tenho pra falar é que gravei meu segundo vídeo — o sobre arrumar a mala —, e jajá ele vai pro Youtube. O primeiro até que recebeu um feedback bom, apesar de ter só umas 15 visitas até agora. Não que eu me importe.

Outra coisa legal foi que minha tia-madrinha (favorita cof cof) me emprestou uns casacos super estilosos dela e estou um pouco ansiosa pra desfilar com eles por aí. A madrinha da minha irmã (oi, tia Cyntia) também me fez uma bolsinha super fofa pra guardar maquiagem e tal, pena que ela é pequena demais pra caber tudo o que eu tenho  ):  Mas obrigada mesmo assim, gostei de verdade.

Estou morrendo de medo de esquecer alguma coisa e ficar me corroendo por isso depois. Ugh, odeio essa sensação.

Vou escrever um post e (tentar) gravar um vídeo durante a viagem amanhã, contando como foi a experiência de viajar sozinha. Na verdade essa é a parte que mais me deixa assim.

A gente se vê por aí! ♥

0

Contagem regressiva #5 e primeiro vídeo do canal!

No último Contagem Regressiva eu falei que achava que nem tinha tantas blusas de frio assim e — damn, I was so wrong. So so so wrong. Joguei tudo de inverno que eu tinha dentro da mala e nossa, fiquei surpresa com a quantidade de roupa.

Bom, eu assisti os vídeos do Marião na Europa (clique aqui e aqui) sobre fazer a mala e eu percebi que talvez esteja levando coisa demais. Acho que o medo da minha avó de que eu passe frio me contagiou um pouco. Na verdade, eu queria levar bastante coisa porque queria segurar o máximo de grana que desse pelo maior tempo possível. Ou seja, queria evitar de fazer compras e gastar o dinheiro muito rápido.

Não é como se eu fosse uma descontrolada nem nada — pelo contrário, acho que sou mão-de-vaca demais. Odeio gastar dinheiro, principalmente o meu, especialmente se for contado (hehe).

Imagem ao vivo da Roberta procurando dinheiro pra pagar algo de mais de R$20,00

Acho que foi o post no blog que convenceu Deus a me deixar gravar o vídeo, porque consegui rapidinho depois. Ele já está no meu canal do Youtube, mas tudo bem, eu publico aqui também se você tem preguiça de ir olhar.

Como vocês podem ver, não fico muito a vontade na frente de uma câmera gigante.

Outra coisa que eu queria dizer é que atualmente O EURO ESTÁ MENOS DE TRÊS REAIS SEGUNDO O E-DUBLIN, então é melhor correr, negada. Vamo falar pra mamãe comprar o money rapidinho hahah.

A gente se vê por aí! ♥

0

Primeira despedida e tentativas de vídeo

A despedida nunca é fácil. Dizer tchau é sempre doloroso. Eu só não queria que a primeira tivesse sido justamente a do meu namorado.

Antes de ontem ele foi viajar, e eu já terei ido quando ele voltar. Isso significa que anteontem foi a última vez que vi meu namorado antes de ir pro intercâmbio, e isso me deixou bem triste. O que me consola é que ele disse que vai pra lá nas férias, então a gente vai poder se encontrar em Dublin. Isso me deixou bem mais feliz e amenizou um pouco a dor.

Eu fico pensando em que mão vou segurar quando estiver andando na rua, ou o que vou fazer nos fins de semana. Parece meio vazio nesse aspecto. Mas eu obviamente vou sobreviver. Só estou sendo um pouco dramática.

_____________

Estou tentando gravar meu primeiro vídeo para o canal, mas acho que o próprio Deus não quer que eu grave. Já tentei 5 vezes e nada ainda. E agora estou aproveitando o tempo de escrever esse post para carregar a bateria da minha câmera (que foi o que interrompeu a última tentativa). Sou muito embolada pra falar e gaguejo muito. Argh. Que raiva.

Se tudo der certo dessa vez, eu termino de gravar antes do sol começar a nascer (atualmente são 2:11 da manhã).

Editado: consegui filmar o vídeo! Aleluia! Daqui a pouco ele estará no canal do Youtube do blog.

Esse post foi só pra passar o tempo mesmo.

Lembrando a todos que faltam 3 dias pra ir viajar. Irra.

A gente se vê por aí!

 

0

Compras pré-viagem

Não que eu tenha comprado muito, mas eu quis compartilhar provavelmente a melhor compra do ano (até agora) com vocês. É porque eu fiquei meio apaixonada e ansiosa para usar minha nova mala de mão.

IMG_0106

IMG_0047

Ela é da Samsonite e eu comprei na Comtesse em uma promoção bem legal que estava tendo lá. Ela é super leve e a cor dela é esse azul super adorável. Os zíperes são ótimos, e o principal tem espaço para colocar cadeado.

IMG_0050

IMG_0086

Ela tem três bolsos. O primeiro é bastante grande e tem uma estampa legal dentro.

IMG_0052

IMG_0054

O bolso do meio é menor e tem espaço para guardar coisinhas pequenas como canetas, maquiagem, lencinhos, etc.

IMG_0055

IMG_0056

O compartimento maior foi a razão pela qual eu comprei a mala. Ele vem com porta-computador e uma necessaire que encaixa num botão. Ele também tem bolsinhos internos e é muito grande, mesmo não parecendo nas fotos.

Esse botão das laterais impede que ela abra por inteiro.

IMG_0059IMG_0060

Desabotoando, ela fica assim:

IMG_0069

Os bolsos internos…

IMG_0070

O porta computador é fechado a velcro e cabe um computador de tela 15.4 polegadas.

IMG_0066IMG_0067

O botãozinho que encaixa a necessaire fica na parte de cima.

IMG_0071 IMG_0075

IMG_0082

Resultado final

Estou ansiosa para testar a mala, mas eu já posso dizer que o rolamento dela é uma delícia (desliza super bem não importa a superfície) e a alça dela estica três vezes (!). Outras fotos para referência:

IMG_0101

Como eu sou baixinha (1,55m), alça desse jeito bate no meu peito

IMG_0100

IMG_0099

Comparação de tamanho mala-minhas pernas horrorosas (novamente, eu meço 1,55m)

IMG_0095 IMG_0088

Como a mala foi muito cara, eu estava esperando alguma coisa legal dela, e a vendedora disse que ela vem com dez anos de garantia, é à prova d’água e sujeira e até mesmo óleo! O modelo dela é o Spinner Boarding Bag, caso alguém queira saber.

Outra coisa que comprei na mesma loja foi algo que eu estava atrás fazia um tempo: um adaptador universal! Custou R$50,00, o que eu achei até barato (esperava uns 100 conto ou mais), e tem entrada USB pra carregar aparelhos quando estiver na tomada.

IMG_0090  IMG_0092

Informações da embalagem:

— Pode ser usado na Europa, Estados Unidos, China, Reino Unido, Austrália, e vários outros países.

— Possui fecho de segurança.

— Possui LED indicador de funcionamento.

— Funciona em -10°C até +50°C

— Voltagem universal: 110V até 250V

Estou feliz com as novas aquisições, e espero que elas sejam úteis nessa longa viagem que estou para fazer *suspiros*. Minha mãe acabou de trazer a minha mala com algumas roupas de frio doadas pela minha avó e tia, então eu acho que vou começar a dar uma ajeitadinha nas coisas.

A gente se vê por aí!  ♥