0

Conheça Dalkey!

11175032_10205931495462623_5016145436285308692_n

Rafa, eu, Lara, Rafa e Rafa (sim, são duas Rafaelas e um Rafael)

IMG_1073

Eu, Lara e Rafa

No dia 23 de abril, eu e uns amigos da escola resolvemos pegar uma quinta-feira de sol e ir a Dalkey!

Dalkey é uma cidadezinha na costa leste da Irlanda, não muito longe de Dublin. Pegamos o DART sentido Bray e 20 minutos depois estávamos nessa adorável vila cheia de casa de gente rica.

IMG_1075 IMG_1079 IMG_1078

A cidade tem uma aura muito calma e tem bem cara de cidade de interior, apesar de ser na costa (??). Os bares e restaurantes são muito agradáveis e bonitos de se fotografar hahah

IMG_1080 IMG_1084 IMG_1083

Um dos primeiros lugares que fomos foi uma lojinha bem pequena, porém simpática. Ela fica na rua principal e tem umas coisas tão fofas e adoráveis que fiquei com vontade de comprar tudo!

IMG_1085 IMG_1102 IMG_1096 IMG_1093 IMG_1092 IMG_1088 IMG_1086

Saímos da lojinha e, quando viramos a cabeça pra esquerda, vimos o bequinho mais adorável do universo. Todos nós surtamos um pouco e fomos dar uma turistada por lá – as pessoas nos olhavam estranho porque estávamos com mochilas enormes nas costas e câmeras maiores ainda no pescoço. Juro que só faltou a camisa florida e a placa “sou turista”.

IMG_1104   IMG_1110 IMG_1107 IMG_1106

IMG_1112 IMG_1120

A Rafa Docinho é simplesmente louca por cachorros e tentou roubar todos da cidade.

IMG_1121

olha essa carinha de felicidade do cão❤

Passamos também na única igreja da cidade, que é bem grande e bonita. O jardim dela é simpático e nós comemos o lanche da tarde no banquinho que tinha lá.

IMG_1127 IMG_1133 IMG_1138

Continuamos seguindo pela rua principal até chegarmos na rua que dava pro pier. Só que essa rua só tem casa de gente rica. Eu juro por Deus que são as casas mais bonitas que já vi na vida – e tinha até castelo!!

IMG_1165

um castelo!! Enorme!! Eu quero morar aqui!!

IMG_1156 IMG_1161 IMG_1160 IMG_1159 IMG_1158

Continuamos descendo a rua até chegamos no pierzinho.

IMG_1166 IMG_1168 IMG_1167 IMG_1196 IMG_1198

O mar aqui não tem o mesmo cheiro do mar do Brasil. Achei estranho. A água, obviamente, é mega gelada, mas muito azul. Uns garotos meio dementes até entraram na água, mas saíram rapidinho e todos vermelhos.

Na nossa parada no pier rolou chimarrão, Raul e muitos selfies.

IMG_1200

o pessoal tomou chimarrão o dia todo e a gente até invadiu um bar pra usar o banheiro lol

IMG_1184 IMG_1182

Todo lugar está cheio de flores! As tulipas de Dalkey são simplesmente gigantes! Tá tudo bem colorido e alegre, e a semana que nós fomos foi a que fez mais calor até agora.

IMG_1139 IMG_1153 IMG_1152 IMG_1151 IMG_1149 IMG_1148 IMG_1145 IMG_1144

Andamos e andamos bastante. A cidade é cheia de casas de luxo e as coisas são meio caras. O único mercado da cidade (até onde vi) é um Super Valu, que não tem exatamente super preços. Muitos, muitos casarões chiques, modernos, vintage, pra todos os gostos.

Quando pegamos o DART de volta pra casa ainda nem estava escuro. O sol estava se pondo, mas estava ficando bem frio bem rápido.

IMG_1211

entrada da estação de DART

Mesmo estando bastante sol, o vento do mar elimina qualquer possibilidade de ficar só com um casaquinho. Nós sentamos todos na pedra do pier com os casacos grossos e tomando um solzinho na cara haha

Na volta eu estava muito cansada. Andamos quase o dia todo, mas valeu a pena. Dalkey é muito fofa e eu recomendo o passeio, mas não espere ter muita coisa pra fazer. Leve seu chimarrão, lanchinho e música, sente no pier e aproveite o delicioso sol da primavera.

Para ir: Pegue o DART sentido Bray na estação Tara Street. O custo total da viagem (ida e volta), para estudante, deu menos de cinco euros.

A gente se vê por aí!

0

Os grupos do Facebook que vão te ajudar em Dublin

Como vão? Que tal um post útil de vez em quando? Venho aqui compartilhar sábios recursos para os futuros intercambistas.

Todo mundo sabe o quão importante é a internet hoje em dia. Nem se comenta do tal amado e odiado Facebook. Mas o que ninguém te conta é que ele pode ser uma baita ferramenta na hora do aperto, ou até mesmo pra saber o que se passa na comunidade brasileira em Dublin. Vamos começar com o básico do básico dos grupos do Facebook.

1- Classificados Dublin

O maior classificados de Dublin tem de tudo e mais um pouco: gente vendendo comida, anunciando seu serviço, denúncia, conselho, venda de roupas e outros artefatos, anúncio de moradia, e tudo mais o que você pode imaginar. Se você quer, lá tem. Entre no grupo antes mesmo de vir pra Dublin e fique ligado na situação da cidade.

htredfe xcvnjk

2- Classificados Calcinhas in Ireland

Se você é mulher, o Calcinhas é o grupo que vai facilitar a sua vida. É a verdadeira comunidade feminina em Dublin. Cada uma se ajuda, vende roupa, faz bazar, vende comida, doa remédios, oferece serviços de manicure, pedicure, depilação, sobrancelha, cabeleireiro, etc, etc, etc.

Grupo exclusivamente para mulheres.

bfvrhuhifjerp[ cats-uhfwe

3- Promoções e Ofertas Dublin

Só recentemente descobri essa PÉROLA!! Aqui os membros postam onde viram produtos com descontos, ajudando os pobres companheiros pobres a poupar dinheiro.

bfueiojhpr grejwdewlre

4- Rent in Dublin/ALUGAR em DUBLIN/variações

Os dois são grupos para ajudar o pessoal a encontrar casa. Lá você divulga a sua vaga ou procura por uma. Simples assim.

resnt

Muitos dos posts têm fotos da vaga, mas eu não queria divulgar a casa de alguém, né.

5- Senha da Imigração Dublin

Se tem um grupo útil, é esse. Ele funciona assim: todos os dias os membros que estão na imigração postam, de tempo em tempo, qual o número do ticket que está. Por exemplo:

im

Ou seja, você pega a sua senha de manhã (por exemplo, 150), vai pra aula e fica de olho no grupo. Vai perguntando em que senha está. Aí você pode ter uma noção de quanto tempo vai ter que esperar, e quando tem que ir pra lá. Se 11:32 está em 108, acho que daqui uma hora pode estar perto do 150. Aí você não precisa passar quatro ou mais longas entendiantes horas naquele banco desconfortável da Imigração, ouvindo crianças chorando e correndo de um lado para o outro. É realmente muito útil.

Fico feliz de ver que a comunidade brasileira aqui em Dublin tenta se ajudar. Acho que é muito legal.

A gente se vê por aí!

0

Turistando: National History Museum

IMG_1070IMG_1072

Parede verde bem massa.

No mesmo dia do museu de arqueologia e o St. Stephen’s Green, eu aproveitei o restinho da tarde e passei no Museu de História Natural e deixa eu falar que esse virou meu lugar favorito de Dublin.

IMG_0896

vocês não tem NOÇÃO do tamanho dessa coisa – alguma coisa como Alce Gigante Irlandês ou sei lá

IMG_0901 IMG_0900

Ele fica pertinho do museu de arqueologia, mas é um milhão de vezes mais divertido. Todos esses animais estão impecáveis. Quero adotar uma coruja.

IMG_0914

Da esquerda para a direita, o desenvolvimento do feto de galinha após 3, 6, 9, 12, 15 e 21 dias de encubação.

IMG_0905 IMG_0912

O primeiro andar é razoavelmente legal, mas a iluminação é péssima. Quando cheguei tinha tanta criança que estava difícil de curtir. Esse é mais um programa familiar também. Felizmente não vi muitos brasileiros lá – dois eu três no máximo.

IMG_0928 IMG_0935 IMG_0931 IMG_0930

Lá tinha exposição de pedras, corais, animais marinhos, fósseis, conchas, etc. Essas pedras acima são exemplos de trilhas que animais rastejantes deixaram no solo marinho e que se solidificou, deixando assim um fóssil de uma criatura muito, muito antiga.

O primeiro andar era basicamente voltado à aves, oceano e fósseis.

IMG_0937 IMG_0970 IMG_0958 IMG_0941 IMG_0940 IMG_0939

(tanta coisa fofa!)

E estranhas também. Não tirei fotos das borboletas porque simplesmente odeio borboletas. Me julguem.

IMG_0978 IMG_0996 IMG_0992 IMG_0991 IMG_0981 IMG_0979

Saindo do primeiro andar, a gente sobe a escada e vai pra uma sala que simplesmente me deixou babando.

IMG_0999

O segundo andar começa assim: cabeças e mais cabeças de animais nas paredes, esqueletos no teto, um canguru praticamente na porta. A iluminação era bem melhor e natural. A variedade de animais era deslumbrante. Fiquei boba.

IMG_1004

esqueleto de um ornitorrinco!!!!!

IMG_1000 IMG_1008 IMG_1002

Crânios pra todo lado!!! O quão legal é isso??

IMG_1009

esqueleto de golfinho

IMG_1014

esqueleto em tamanho real de um rinoceronte

IMG_1013

um esqueleto enorme de baleia no teto (!!!)

IMG_1025 IMG_1010IMG_1012

Tinha esqueleto de tudo quanto era animal, e os tamanhos naturais deles me assustou um pouco. Por exemplo, você acha que um alce é parecido com um cavalo, mas deixa eu falar que alces são muito, muito maiores que cavalos.

IMG_1026

Girafa!

IMG_1039

Castor. Olha esses dentinhos❤

IMG_1037

Elefante!!!! Eita bicho grande.

IMG_1028

uma carinha tão amigável…

IMG_1038 IMG_1031

IMG_1040

KENAI???

IMG_1055 IMG_1061

Mas a minha parte favorita foi a que compara o tamanho dos crânios de macacos com os de humanos, e os esqueletos também. Adoro esse tipo de coisa.

IMG_1045 IMG_1052 IMG_1060

Se eu ouvir alguém falando que os humanos vieram dos macacos vai rolar pancadaria.

Resumindo: esse é o museu mais legal que você poderia visitar em Dublin e eu recomendo 10000x pra qualquer um que quiser ir. Eu mesma estou pensando em voltar lá e curtir um silêncio na companhia de animais empalhados.

Endereço: Merrion St Upper, Dublin 2 – do ladinho do Museu de Arqueologia e da Merion Square!

A gente se vê por aí!

0

Breve resumo da semana

ESTOU SEM CELULAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Sim, calma, estou viva. Barely. A tela parou de funcionar. Ela não quebrou, só não liga mais. Deve ser mau contato ou sei lá. Vai dar tudo certo.

Bom, o que mais?

Segunda, terça e quarta foram dias normais, acho. Nada demais. Na quinta eu e uns amigos da escola fomos a Dalkey!

11175032_10205931495462623_5016145436285308692_n

BOLADÍSSIMA com essa foto. Tentei fazer uma pose maneira e descolada e acabei parecendo grávida. Fala sério.

Foi um passeio muito legal e eu, obviamente, tirei muitas fotos. Vou falar mais dessa viagem em outro post.

Sexta-feira e sábado também foram normais. Fui no mercado e meu leite já tá acabando. A carne tá cara. Comprei Nutella mas ela fica dura por causa do frio. Os cogumelos estavam em promoção. Coisa banal.

Hoje, domingo, fui no Prawn Festival em Howth. Pra quem não sabe, prawn = shrimp = camarão. Eu só conhecia por shrimp e fiquei meio quê? quando me falaram Prawn. Enfim, foi a primeira vez que fui pra Howth e o dia estava lindo! Comi muito camarão e aproveitei pra caramba. Falo mais disso depois também.

11198861_648568428621253_1920384882_n

Rita, eu e Dani divando no festival do camarão.

A semana foi extremamente angustiante porque estou sem meu celular. Não sei que horas são. Quantos graus tá? Qual a previsão do tempo? QUEM SOU EU???

A gente se vê por aí!

0

European Spring #2015 no St. Stephen’s Green

Bom, gente. É primavera. E deixa eu falar que a cidade está inundada de flores e raios de sol – coisas que eu nunca imaginei que veria.

No mesmo dia que fui no museu de arqueologia passei no St. Stephen’s Green, um parque lindíssimo aqui no centro de Dublin. Eu fiquei impressionada.

IMG_0881 IMG_0883

Eu já tinha ouvido falar que nos dias de sol os europeus iam pros parques e deitavam na grama pra tomar sol. Eu acreditei, mas não achei que fossem tantos assim.

A grama estava tão cheia de gente que eu podia jurar que estava na Praia Grande de Ubatuba em pleno Dezembro 42°C. Tinha gente sem camisa, gente dormindo, gente com a pele super vermelha do sol, e muitas, muitas tulipas. Eu amo tulipas.

IMG_0884 IMG_0886

A quantidade de tulipas era inacreditável. Elas estão por todos os lugares e são simplesmente gigantes, juro. São muito legais. Amo tulipas hahah  (mas minha flor favorita ainda é margarida, tomem nota)

IMG_0888 IMG_0895

A cidade está cheia dessas árvores de florzinhas rosas e brancas, e, se eu não me engano, elas são cerejeiras. E, cara, como elas são lindas. Eu vejo várias dessas cerejeiras brancas pela janela do ônibus indo pra escola, e consegui fotografá-la no parque.

IMG_0893 IMG_0891

Dublin já é uma cidade bonita mesmo quando cinza e chuvosa; agora que está ensolarada e florida, meu Deus. Que cidade maravilhosa, gente. Esse parque é tão bonito e acolhedor que eu também teria deitado na grama um pouquinho hahaha

Endereço: final da Grafton Street, bem do ladinho do St. Stephen’s Green Shopping Centre!

A gente se vê por aí!

0

Tutorial: Pegando o ônibus em Dublin

Olha quem voltou com mais um tutorial! Tava na hora, né. Muito bem, hoje falarei do querido e amado ônibus.

1° Passo – Aonde você vai?

Antes de mais nada, você precisa saber onde estão os pontos que você vai embarcar e sair. Para isso nós usamos o Google Maps.

2015-04-17 20.17.45

No exemplo usei a minha rota de ônibus de todo dia. Ou seja, eu entro no ponto chamado “Willsbrook Estate” e saio no “Trinity College”. Não precisa se preocupar porque dentro do ônibus tem um sistema de som que informa qual o próximo ponto, mas mesmo assim eu sugiro ficar com o celular na mão.

Aqui o Google diz pra pegar o ônibus 25B.

2° Passo – Quanto vai pagar e como?

Se você está indo com dinheiro, entre no Calculador de Tarifas do Dublin Bus. Se estiver de Leap Card, pule esse e o próximo passo.

cats

Em vermelho, o número do ônibus que você vai pegar. Em roxo, o sentido. Em verde, o ponto que você entra no ônibus. Em azul, o ponto que você desce. Clica ali no botãozinho.

sdgjl

Então você vai pagar 3.30 para ir até o centro. Isso se você não tem o Leap Card e vai de dinheiro.

3° Passo – Entrando no Busão

Dinheiro: a primeira coisa que você faz é se dirigir ao motorista e dizer para onde você vai. “I’m going to Trinity College”. Ele vai te dizer que o preço é 3.30. Você despeja suas moedas no buraco na janelinha e ele te dá um ticket que é a sua passagem. Fique com ela até o final da viagem porque o fiscal te dá uma multa se você não tiver ticket. Importante: você tem que dar o dinheiro exato, porque o motorista não vai te dar troco. Se você não tiver o valor certo, ele te dará um papel que equivale ao troco e você tem que passar em um posto do Dublin Bus pra pegar seu troquinho de volta. (puta trabalho, vai de moedinha mesmo amigo)

Leap Card: Aqui temos duas opções. A primeira é: você encosta seu cartão na maquininha que fica na esquerda e a tarifa padrão será cobrada. A segunda é: você pede pro motorista descontar exatamente o preço da distância. Nesse caso você vai até ele e fala que vai para tal lugar, e ele desconta o dinheiro certo.

Agora você senta e relaxa. Quem sabe vai até no andar de cima pra apreciar a vista? É bem legal.

4° Passo – Saindo do Busão

Você não precisa encostar seu Leap Card na máquina de novo.

Você vai ouvir o nome do seu ponto no alto falante e vai apertar o botão de parar. Aí você agradece o motorista e deseja um bom dia, desce do ônibus, e segue sua vida.

_____________

Um aplicativo muito bom e que eu recomendo é o Moovit. Nele você consegue ver os horários que seu ônibus vai passar e ele até mesmo dá uma de Google Maps e te guia pelo caminho. Além de a interface dele ser muito fofa e simples de usar. Para baixar o Moovit clique aqui (android) ou aqui (ios).

queria eu estar recebendo para promover o app ;-;

É isso, fellas. Não é tão difícil quanto parece, e a vista do segundo andar é até que bem legal. O serviço de ônibus é sempre pontual, muito eficiente e seguro, por isso use e abuse. Espero que isso ajude qualquer um que vá pegar o transporte público em Dublin!

A gente se vê por aí!

0

Turistando: National Museum of Ireland – Archaeology

2015-04-18 12.32.34

Hoje eu visitei de novo o National Museum, mas dessa vez eu trouxe a minha câmera!

IMG_0876 IMG_0763

O Museu Nacional da Irlanda foi estabelecido em 1890, apesar de ser um prédio inglês. Depois da guerra civil, os ingleses deixaram esse prédio enorme que logo depois se tornou o Museu, a Biblioteca Nacional e o Parlamento, um do ladinho do outro.

Por ser um sábado de sol, tinha bastante gente lá dentro. Passei nas exibições Vikings, Egípicia, Pré-Histórica e outras mais. Tirei bastantes fotos então talvez o post fique longo.

Endereço: Kildare Street, Dublin 2 – pertinho da Trinity College!

IMG_0764 IMG_0765

Na exposição Kingship & Sacrifice estão expostos corpos de mais de 200 anos em estado extremamente preservado. Eles ficaram soterrados num pântano até serem descobertos. A falta de oxigênio no pântano permite a preservação de tecidos porque as bactérias decompositoras não conseguem sobreviver.

IMG_0773IMG_0771IMG_0766

IMG_0767

isso é cabelo e ele é bem ruivo, por sinal

IMG_0769 IMG_0774

Foi essa cordinha no braço que possibilitou a identificação desse corpo: ele era um líder! Os líderes normalmente eram enterrados com essas cordinhas no braço e seus cabelos tinham óleos e perfumes que só gente rica conseguiria ter.

IMG_0776 IMG_0777 IMG_0778

Quando visitei o museu com o meu professor, nós não passamos na parte Egípcia, o que foi uma pena. Hoje consegui passar lá e tirar umas fotos. Uma das minhas matérias favoritas na escola era toda essa parte de Egito e eu tenho muita curiosidade nessa área, então fiquei feliz de ter passado lá.

IMG_0786 IMG_0787 IMG_0789 IMG_0790 IMG_0795 IMG_0798 IMG_0803 IMG_0811 IMG_0812 IMG_0813 IMG_0817

Depois segui para um área acho que Irish.

IMG_0818 IMG_0819 IMG_0820 IMG_0821 IMG_0824 IMG_0825 IMG_0829 IMG_0830 IMG_0831 IMG_0834 IMG_0835

Esse é um barco Viking. Meu professor disse que essa era a maior tecnologia náutica da época, e superava até mesmo os barcos portugueses e espanhóis.

IMG_0836 IMG_0838 IMG_0839 IMG_0842 IMG_0843

Todas as peças são mantidas em câmaras hermeticamente fechadas em que a temperatura, umidade e pressão são monitoradas para preservação.

IMG_0844  IMG_0848 IMG_0849IMG_0846

Muitos dos crânios dessa época possuem buracos no topo. Isso se deve ao punhal das espadas, que tinha a ponta inferior afiada para justamente causar mais estrago quando atingisse a cabeça do inimigo.

Depois entrei na seção Viking do museu. As próximas fotos são todas de pertences Vikings achados na Irlanda.

IMG_0851 IMG_0852 IMG_0853 IMG_0854

Esse é um parente distante do peão que a gente conhece hoje.

IMG_0855

Esses ossinhos eram presos por um fio e provavelmente formavam um brinquedo de criança, daqueles que se pendura no teto e faz barulho.

IMG_0856

Exemplo da vila Viking que se formou à beira do Rio Liffey.

IMG_0858

Aparentemente eles gostavam de pentear o cabelo, porque esses são só uma pequena parte da coleção de pentes que tem no museu.

IMG_0863 IMG_0866 IMG_0868

Mas como eu já tinha ido lá antes, eu sabia exatamente o que comprar na lojinha do museu.

2015-04-18 17.33.55 2015-04-18 17.34.19

UM MINI ESQUELETO DE DINOSSAURO!!! Paguei um euro e estou mega feliz.

O passeio de hoje foi muito produtivo e informativo. Totalmente recomendo o National Museum a quem visitar Dublin. Só tome cuidado para não comprar todas as réplicas de dinossauros e dragões na lojinha!

A gente se vê por aí!